Previsões da Marinha

“As previsões efetuadas pela Marinha do Brasil vão além do simples “tempo ensolarado ou instável”. A Marinha divulga diariamente avisos de mau tempo para que navegadores possam se precaver de perigos climáticos. Esta ferramenta tem o objetivo de exibir as últimas previsões reportadas pelo Centro de Hidrografia da Marinha, explicando como utilizá-las.”

Carta Sinótica


Aviso de mau tempo

 

ÁREA ALFA

AVISO NR 340/2024
AVISO DE MAR GROSSO/MUITO GROSSO
EMITIDO ÀS 1330Z – QUI - 23/MAI/2024
ÁREA OCEÂNICA ENTRE 34S053W, 36S048W, 31S043W E 29S049W A PARTIR DE 240300Z. ONDAS DE SW/S 3.0/5.0 METROS.
VÁLIDO ATÉ 270000Z.
ESTEAVISO SUBSTITUI OAVISO NR 335/2024.

AVISO NR 350/2024
AVISO DE VENTO FORTE/DURO
EMITIDO ÀS 1200Z - SÁB - 25/MAI/2024
ÁREA COSTEIRA ENTRE CHUÍ/RS E LAGUNA/SC ATÉ 300 MN DA COSTA A PARTIR DE 271200Z. VENTO SE/NE RONDANDO PARA NW/SW, FORCA 7/9 COM RAJADAS.
VÁLIDO ATÉ 300000Z.

AVISO NR 351/2024
AVISO DE MAR GROSSO/ALTO
EMITIDO ÀS 1200Z - SÁB - 25/MAI/2024
ÁREA OCEÂNICA ENTRE 34S052W, 36S048W, 31S043W E 29S049W A PARTIR DE 271800Z. ONDAS DE SE/NE 3.0/7.0 METROS.
VÁLIDO ATÉ 300000Z.

AVISO NR 352/2024
AVISO DE RESSACA
EMITIDO ÀS 1200Z - SÁB - 25/MAI/2024
RESSACA ENTRE CHUÍ/RS E LAGUNA/SC A PARTIR DE 271800Z. ONDAS DE SE 2.5/3.5 METROS.
VÁLIDO ATÉ 300000Z.

 

ÁREA BRAVO

AVISO NR 337/2024
AVISO DE MAR GROSSO/MUITO GROSSO
EMITIDO ÀS 1300Z – QUA – 22/MAI/2024
ÁREA OCEÂNICA ENTRE 29S049W, 24S043W, 27S039W E 31S043W A PARTIR DE 250000Z. ONDAS DE SW/S 3.0/5.0 METROS.
VÁLIDO ATÉ 260600Z.

AVISO NR 346/2024
AVISO DE VENTO FORTE/MUITO FORTE
EMITIDO ÀS 1145Z - SEX - 24/MAI/2024
ÁREA OCEÂNICA ENTRE 29S049W, 31S043W, 26S038W E 23S042W A PARTIR DE 250000Z. VENTO NW/SW RONDANDO PARA SW/S FORÇA 7/8 COM RAJADAS.
VÁLIDO ATÉ 260300Z.
ESTEAVISO SUBSTITUI OAVISO 342/2024.

AVISO NR 353/2024
AVISO DE VENTO FORTE/DURO
EMITIDO ÀS 1200Z - SÁB - 25/MAI/2024
ÁREA OCEÂNICA ENTRE 29S049W, 31S043W, 26S038W E 23S042W A PARTIR DE 270000Z. VENTO E/NE RONDANDO PARA NW/W, FORÇA 7/9 COM RAJADAS.
VÁLIDO ATÉ 281200Z.

AVISO NR 354/2024
AVISO DE MAR GROSSO/MUITO GROSSO
EMITIDO ÀS 1200Z - SÁB - 25/MAI/2024
ÁREA OCEÂNICA ENTRE 29S049W, 31S043W, 26S038W E 23S042W A PARTIR DE 271200Z. ONDAS DE SE/NE 3.0/5.0 METROS.
VÁLIDO ATÉ 281200Z.

 

ÁREA CHARLIE

AVISO NR 348/2024
AVISO DE VENTO FORTE
EMITIDO ÀS 1145Z - SEX - 24/MAI/2024
ÁREA OCEÂNICA ENTRE 29S049W, 25S045W E 25S049W A PARTIR DE 251200Z. VENTO SW/SE FORÇA 7 COM RAJADAS.
VÁLIDO ATÉ 261200Z.

 

ÁREA SUL OCEÂNICA

AVISO NR 344/2024
AVISO DE VENTO MUITO FORTE/DURO
EMITIDO ÀS 1330Z – QUI - 23/MAI/2024
ÁREA OCEÂNICA ENTRE 30S030W, 33S020W, 36S020W E 36S030W A PARTIR DE 251200Z. VENTO NW/SW FORÇA 8/9.
VÁLIDO ATÉ 261200Z.

Previsão 24H

A Marinha do Brasil constantemente altera o endereço e a fonte deste aviso gerando erro na apresentação. Assim, entendendo e respeitando que não desejam que essa informação seja incorporda em outros sites, não estou mais tralhando esses dados.

Para acessar a previsão 24h da Marinha do Brasil, por favor acesse o link abaixo:

PREVISÃO 24H DA MARINHA DO BRASIL

Previsão 48H

A Marinha do Brasil constantemente altera o endereço e a fonte deste aviso gerando erro na apresentação. Assim, entendendo e respeitando que não desejam que essa informação seja incorporda em outros sites, não estou mais tralhando esses dados.

Para acessar a previsão 48h da Marinha do Brasil, por favor acesse o link abaixo:

PREVISÃO 48H DA MARINHA DO BRASIL

Para que serve a Carta Sinótica?

A carta sinótica é uma ferramenta muito importante para avaliar as condições de navegação, funciona igual a um retrato instantâneo de uma determinada região, mostrando graficamente vários fenômenos, exemplo da pressão atmosférica, frentes frias e direção dos ventos, representados por formas, cores, letras e números.

Símbolos utilizados nas cartas sinóticas

Os números na carta representam a pressão atmosférica ao nível do mar, medida em hectopascais (hPa). As linhas que passam pela pressão atmosférica se chamam “linhas isóbaras” e mostram as áreas com mesma pressão. Essas linhas quando muito próximas, indicam regiões de ventos muito fortes.

Exemplo de linhas isóbaras próximas de uma tempestade.

Centros de alta pressão (anticiclones)

Neles, o ar se movimenta em sentido anti-horário (no hemisfério sul) e a pressão fica mais alta em direção ao centro, de onde o ar escapa; o ar frio desce, esquenta e impede a formação de nuvens. Por isto, os sistemas de alta pressão são indício de tempo quente e seco no verão e de céu limpo no inverno.

Representação gráfica do centro de alta pressão:

Centros de baixa pressão (ciclones)

Podem indicar chuvas e tempestades. Nessas áreas, a pressão diminui à medida que nos aproximamos do centro; o ar circula no sentido horário (no hemisfério sul), convergindo para o centro; o ar quente sobe, esfria ao atingir altitudes elevadas e forma nuvens.

Representação gráfica do centro de baixa pressão:

Frente

É o nome que se dá à zona de contato ou separação entre duas massas de ar, que se movem e empurram uma à outra, provocando mudanças no tempo. Toda frente está associada a uma área de baixa pressão e gira no sentido horário.

  • Frentes quentes (linha vermelha com semicírculos) – Aumentam a umidade e podem trazer chuvas rápidas e intensas;
  • Frentes frias (linha azul com triângulos) – Aumentam a umidade e podem trazer chuvas rápidas e intensas;
  • Frente estacionária (linhas azuis e vermelhas com círculos e triângulos alternados) – Ocorrem quando as massas de ar não avançam uma sobre a outra, mantendo o tempo fechado e chuvoso;
  • Frente oclusa (linha lavanda com triângulos e semicírculos) – Ocorre quando uma frente fria alcança uma frente quente. Costuma trazer chuva rápida com períodos de sol.

Representação gráfica das frentes:

Cavado ou linhas de instabilidade

É uma região de ondulação do fluxo de ventos, com tendência a queda da pressão atmosférica; também descrito como uma região alongada de relativa baixa pressão atmosférica num plano horizontal, com linhas de pressão abertas apresentando uma ondulação para o lado das altas pressões; pode causar grande instabilidade do tempo, dependendo da temperatura e umidade.

Representação gráfica de Cavado:

Ciclone, furacão e tempestade tropical

Um ciclone tropical é uma grande perturbação na atmosfera terrestre. É um sistema formado por grandes tempestades e é caracterizada por ser uma região onde a pressão atmosférica é significativamente menor e a temperatura é ligeiramente maior do que suas vizinhanças. É uma área de baixa pressão atmosférica com uma circulação fechada de ventos e diferencia-se dos ciclones extratropicais por ter um núcleo quente e um centro bastante definido em sistemas mais intensos, conhecido como olho.

Essa perturbação ocasiona um fenômeno conhecido como maré de tempestade, maré ciclônica ou mais popular “ressaca”. Trata-se de um fenômeno costeiro do aumento da água comumente associado a sistemas climáticos de baixa pressão (como ciclones tropicais e ciclones extratropicais fortes). A sua severidade é afetada pela pista e orientação do corpo de água em relação ao caminho da tempestade, bem como pelo tempo das marés. É uma medida do aumento da água além do que seria esperado pelo movimento normal relacionado aos extremos de maré de sizígia (maré astronômica).

Os dois principais fatores meteorológicos que contribuem para uma maré de tempestade são os ventos de alta velocidade que transportam a água em direção à costa (empilhamento) por um longo trecho (principal forçante) e uma cúpula de água induzida por uma baixa pressão, arrastada e arrastando o centro da tempestade (menos forçante) e consequente sobre-elevação do nível marinho.

Os nomes ciclone, furacão, tufão, tempestade tropical, entre outros, não é classificado pela sua intensidade como a maioria imagina, mas sim pela região que as tempestades ocorrem.

Representação gráfica da tempestade:

Zonas de convergência

Nos mapas de tempo, os símbolos que lembram escadas representam as zonas de convergência, que são corredores de umidade, formados pela interação de vários sistemas meteorológicos.

Representação gráfica das zonas de convergência:

No Brasil é mais comum a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), que pode trazer chuvas volumosas e prolongadas, durante mais de três dias.

Qual a utilidade do aviso de mau tempo?

A previsão de mau tempo da Marinha do Brasil é a última palavra em precaução. Nesta previsão são apresentadas somente anomalias meteorológicas que podem colocar em risco a navegação. Esses são os mesmos avisos informados nos boletins da Marinha pelo Canal 16 VHF.

Qual a utilidade das previsões de 24h e 48h?

Essas duas previsões se diferenciam apenas pelo período de validade da previsão. Esses boletins abrangem toda uma área marítima e não um ponto específico/município/waypoint, é a interpretação da carta sinótica. São as mesmas informações transmitidas pelo Canal 16 VHF.

Áreas marítimas

O mar brasileiro é dividido em subáreas nomeadas pelo alfabeto fonético e ordenadas do sul ao norte do país. O alfabeto fonético foi desenvolvido pela Organização do Tratado do Atlântico Norte, e adotado em todo o mundo na comunicação militar, pois são palavras de fácil entendimento em comunicações de rádio.

Então, você deve procurar no boletim de mau tempo somente as informações que correspondem com a área onde pretende navegar.

As letras exibidas no mapa correspondem a inicial do nome da área. Os limites dessas áreas estão escritos na imagem.
As áreas no Brasil são mostradas em verde e fazem referência ao alfabeto fonético.

Interpretação do texto

Os avisos tem 3 informações importantes, a data e horário que foi emitido (EMITIDO ÀS), a data e o horário previsto para o início do evento climático (A PARTIR DE) e a data e o horário previsto para o fim do evento climático (VÁLIDO ATÉ).

O valor numérico de 6 algarismos seguido pela letra Z, corresponde ao dia (os dois primeiros dígitos), hora ( terceiro e quarto dígito) e minutos (quinto e sexto dígito), acompanhado da letra Z, que corresponde ao fuso horário Zulu.

Assim, exemplo, o valor “171200Z” significa a mesma coisa que “dia 17 às 12h00”. Porém, devemos subtrair 3 horas, visto que o fuso horário é de Greenwich. Então, o correto seria “dia 17 às 09h00”.

O fuso onde está o meridiano de Greenwich recebe como designação a letra Z, que no alfabeto fonético internacional corresponde a Zulu, ou GMT 0 (zero). O fuso horário de Brasília é o P ou GMT -3, o que significa que devem ser subtraídas 3 horas em relação ao horário de Greenwich (horário informado).

Outra informação importante é com relação a força do vento, geralmente vem descrito “FORÇA 7/8”. Isso quer dizer a intensidade do vento, que vai de 0 a 12 na Escala Beaufort.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

35 + = 39